sábado, 12 de novembro de 2011

Permissão para espancamento

Quando as coisas não começam bem... raramente acabam bem.
A visita à exposição "O Mundo dos Dinaussauros" já tinha sido adiada e deste Sábado já não passava. Apesar do vento e de uma criança a menos lá fomos. A fila para comprar bilhetes fez logo com que eu- vá- suspirasse. Bom, já que tinha de esperar, antecipei o que sabia ser necessário, mais cedo ou mais tarde: a ida aos sanitários. Em primeiro lugar, onde é que está situado o WC? Dentro da exposição! Repito: dentro da exposição! E melhor:

"Não é possível sem bilhete!"
"Como?!?"
"Não é possível sem bilhete!"
Não queria acreditar.
" E se eu lhe deixar aqui o meu cartão do cidadão?"
"Não é possível sem bilhete!"

Bom. Suspirei novamente. Nota mental: não estragar uma saída que é suposto ser agradável...
Para a fila novamente. E, agora dentro da exposição. Onde estão os sanitários? No FIM DA EXPOSIÇÃO! Não sei se perceberam que se trata de uma exposição cujo público alvo são CRIANÇAS. Os senhores que organizaram este evento esqueceram-se, basicamente, do essencial. As crianças são uma algália permanente. Há sempre uma criança a querer fazer chichi. Sempre!



Já nem sequer falo da parte final... a das actividades... objectivamente, tratou-se de um amontoado de gente pequena a pintar dinaussauros, em três mesas do IKEA, sendo que em redor acotevelavam-se os respectivos papás e mamãs que desesperavam pela destreza dos seus petizes. Em troca de um desenho pintado, recebiam um certificado.
"Pinta só os olhinhos, filhote. Os dinaussauros eram brancos!"

A próxima vez que eu tiver a ideia de ir visitar uma exposição com um entorse no pé, ficam a saber que têm permissão para me espancar.


1 comentário:

  1. Realmente, não parece ter sido o melhor dia para enfrentar filas de espera.

    ResponderEliminar